Se você tentar responder essa pergunta de verdade, vai já me dar algumas informações a respeito daquilo que você faz de “errado” dentro do seu mindset, ou seja, dentro do seu funcionamento mental relacionado ao emagrecimento – no geral, vai me dizer alguns comportamentos que você acredita que não se encaixa para o objetivo que você se propõe.

Women with weight problems is on a scale - cutout on white

E pode ser que isso não seja nenhuma novidade para você, pois pode ser que já esteja há tempos tendo que lidar com esses comportamentos que insistem em te tirar “dos trilhos”. Mas o que talvez você não saiba é que, sustentando estes comportamentos existem sentimentos, emoções e até uma imagem mental (como se fosse uma fotografia na sua mente). Por trás de um comportamento de autoboicote existe, praticamente, outro universo!

 

Este outro universo pode estar ligado ou não às crenças que você tem em relação à si mesma – que provavelmente está te prendendo também neste ciclo vicioso. Ou seja: entender seus mecanismos de boicote pode ser crucial para que você saia definitivamente deste ciclo negativo.  O processo de coaching emocional permite uma investigação nso campos da relação entre emoções e comida – e o primeiro passo para que a gente mude, de fato, é reconhecer aquilo que acontece com a gente.

 

Muitas das pessoas que me procuram, relatam que são fracas porque não conseguem resistir a um pedaço de doce. Mas, qual é a representatividade deste doce na sua vida? O que ele significa pra você? Não são raras as vezes que descobrimos, juntas, que o doce é a única fonte de prazer que lhe sobrou na vida. E um prazer ainda bem “meia boca” pois vem repleto de culpa junto – culpa e a sustentação de um peso que poderia ser dispensado!

 

Tá, Sheila, e daí?

Você deve estar se perguntando…

 

Bom, se este for o seu caso – o que só é possível observar e dizer com certeza quando você passa por essa investigação proposta pelo Coaching Emocional – é preciso avaliarmos o que está faltando e o que você está precisando preencher em sua vida para que você sinta mais satisfação e, com isso, maior bem estar psicológico. Essa é a forma mais segura e duradoura de ter uma boa dieta, por exemplo. Essa é a maneira mais verdadeira de lidar com o alimento e seus prazeres. E deixar de ser controlada pelos desejos sem fim, passando finalmente à controlá-los – de uma forma indireta, sem muitos sacrifícios, já que você reavalia a sua relação emocional com o alimento.

 

E não vale dizer que “tudo na sua vida está uma b*%$#&“. Talvez seja a sua maneira de ver as coisas, talvez sua vida precise de pequenas mudanças de atitude que vão impactar positivamente as outras áreas, enfim. Esta forma de ver sua vida já pode ser um boicote que justifica todo o resto…

 

Este trabalho não envolve criar uma repulsa por comida ou pelas coisas que você tanto gosta de comer. Envolve, sim, uma relação sadia com o alimento. Não uma relação de aprisionamento e descontrole, mas de liberdade e leveza. Se demora pra alcançar este estágio? Bom, depende da predisposição de cada uma para “colocar as coisas no lugar” e permitir-se essa transformação. Algumas funcionam mais rápido, outras mais devagar, e ainda há aquelas que desistem no meio do caminho.

 

Mudar é sempre mais difícil do que qualquer outra opção, mas eu te pergunto: até quando você vaEmagreça com saúdei manter isso? Até quando vai se contentar em procurar este pouco de conforto nesta situação que está tão desconfortável e te machucando? Mudar requer abrir mão de uma série de coisas que achamos importante agora, mas depois que temos nossos ganhos pós-mudanças, vemos que o que conseguimos conquistar é muito maior do que aquilo que nos segurava lá atrás. E é nessa hora que você diz: por que não comecei antes?

 

Você se boicota? [COACHING EMOCIONAL]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *